Inauguração da exposição “Pintura em três atos” | Bienal de Cerveira

Inaug Exp Bienal 13012018 Web2No passado dia 13 de janeiro, na Bienal de Vila Nova de Cerveira, Luís Grego, aluno de clarinete da Academia de Música Fernandes Fão (AMFF), da classe do docente Gaspar Lima, acolheu, na harmonia do som, os participantes na cerimónia de inauguração da exposição “Pintura em três atos”.

O espírito de entrega às artes que une a AMFF à Fundação Bienal de Cerveira (FBC) materializa-se em múltiplas colaborações, do que o ato decorrido é exemplo. Em ano de bienal, este estímulo cresce em significado artístico, aliando saberes e manifestações de qualidade e identidade, dando resposta afirmativa à comunidade.

As obras, de Igor Stravinsky, interpretadas pelo jovem músico da academia, foram assim o mote de exploração de sentidos, abordagens e percurso temporal que marca também a história da Bienal, e que fica agora patente ao público na exposição “Pintura em três atos”, com obras de Ângelo de Sousa, Gerardo Burmester e Marcos Covelo.

[JCR 2018 | Foto:BC]

 

Concerto | Guitarra e Viola d’Arco

Concerto Guitarra e Cordas 06012018 WEB37A 6 de janeiro decorreu, no auditório da Academia de Música Fernandes Fão (AMFF), em Vila Praia de Âncora, o concerto de Laureados dos 1º Concurso Internacional de Guitarra e do 1º Concurso Internacional de Cordas Artur Fernandes Fão.

Rebeca Oliveira, na guitarra, e Rui Moreira, na viola d’Arco, encheram o espaço com interpretações de temas de Carlos Seixas, Manuel Maria Ponce, Eduardo Sainz de La Maza, B. Britten, N. Rota, Y. Bowen e Rachmaninoff.

Pela qualidade destes vencedores dos concursos promovidos pela AMFF se mede a importância e procura que os mesmos assumem no espetro dos músicos, sendo, por isso, de esperar que a próxima edição, já neste ano de 2018, receba ainda mais participantes, igualando ou superando a edição de 2017.

[JCR2018 | Fotos: AMP]

[layerslider id=”201″]