Alunos e Professores Premiados no INTERNATIONAL COMPETITION-FESTIVAL “MUSIC WITHOUT LIMITS”

imageNos passados dias 14 a 22 de agosto, na cidade lituana de Druskininkai, decorreu o INTERNATIONAL COMPETITION-FESTIVAL “MUSIC WITHOUT LIMITS”, concurso internacional que premeia a competência musical. Com um júri de reconhecido valor, destacando-se nomes como Marriane Jacobs, Vera Nosina, Artur Jaron, Viktor Platonov, Martin Jepsen, Alekxandra Zvirblyte, entre outros, esta é uma competição que motiva solistas e formações de ensemble e que este ano se apresentaram a concurso nas categorias de solistas, Ensembles, Concerto para piano e música de câmara e ainda Jazz (solistas e ensembles).

João Carneiro, aluno da Academia de Música Fernandes Fão (AMFF) obteve o 3º Prémio no grupo “C”, na categoria de solista (piano), ao que se somaram, na mesma categoria, o 1º Prémio do grupo “D” de José Meira, Ex-aluno da AMFF a frequentar o ensino superior no CSMV (Conservatorio Superior de Música de Vigo), e o 1º Prémio do docente da AMFF Rodrigo Portela, no grupo “sem limite de idade”. Na categoria de música de câmara, o docente da AMFF Alberto Varela, arrecadou igualmente o 1º prémio no grupo “sem limite de idade”.

A participação de todos e os prémios conseguidos orgulham a AMFF e a sua comunidade, reconhecendo-se publicamente o valor destes músicos.

JCR 2018 | Fotos:AV

[layerslider id=”236″]

AMFF na Inauguração da XX Bienal de Cerveira

AMFF (2)

No passado dia 10 de agosto, no Fórum Cultural de Cerveira, decorreu a sessão de abertura da vigésima edição da Bienal de Cerveira.

Presidida pelo Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e homenageando o artista Cruzeiro Seixas, este ato contou com a participação musical da Academia de Música Fernandes Fão (AMFF), com interpretação ao violino de Jean-Philippe Passos, num momento que integrou ainda a interpretação ao piano de Rui Massena.

A parceria que aproxima a AMFF da Bienal de Cerveira é já sustentada por inúmeros envolvimentos institucionais e artísticos, ecoando do valor acrescido da conjugação das artes que o movimento criativo proporciona, enriquecendo a região e o país.

Como a mais antiga bienal em portugal, aos 40 anos a XX Bienal de Cerveira é seguramente mais um sucesso que orgulha todos, particularmente os que nela tem a honra de, de alguma forma, participar.

JCR2018 | Fotos: FBC

AMFF (1)