Masterclasse de Piano

Inscrições On-line

 

Luís Costa iniciou estudos musicais aos 8 anos de idade com Zhuang Xiao Hua. Poucos anos mais tarde, prosseguiu-os com o seu professor de longa de data e muito influente na sua formação, Álvaro Teixeira Lopes. Foi ainda preponderante na sua formação o seu trabalho com Joaquin Soriano (Madrid), Friedemann Rieger (Estugarda), e Guigla Katsarava (Paris). Foi premiado em vários concursos tais como: Concurso Internacional Mesnil des Arts, Concurso Ibérico do Alto Minho, Concurso Internacional de Santa Cecília e Prémio Jovens Músicos (Música de Câmara). Desenvolveu uma carreira Internacional que o levou a países como Espanha, França, Itália, Alemanha, Holanda, Suíça, Estados Unidos, África do Sul, Zimbabue, Namíbia, Canadá, Brasil, e China, actuando em salas como a Sala Suggia da Casa da Música, Glenn Gould Studio, Auditorio Ciudad de Léon, Centro Cultural de Belém, etc. Entre as suas participações em festivais destacam-se o Festival Sant Pere de Rodes, Festival Percursos da Música, Festival St. Mesnil des Arts, Ciclo Novos Talentos do Teatro do Campo Alegre, Festival Musique en Vallée du Tarn, Ciclo de Jóvenes Intérpretes Zaragoza, Festival de Música de Besálu e Hammerklavier Series. Dedica parte do seu tempo à música de câmara, tendo trabalhado com músicos como António Meneses, Lluis Claret, Hans-Peter Stenzl e António Chagas Rosa. Tem uma intensa actividade em duo com o irmão violoncelista Fernando Costa. Gravou para a RTP e Antena 2, rádio CHIN e televisão NBC. É representado pela agência KNS Artists Management. Gravou CDs com obras de Scarlatti, Schumann e Chopin para a editora KNS Classical. Recentemente publicou também um CD dedicado à música portuguesa inédita para piano e violoncelo, gravado na Fundação Calouste Gulbenkian e publicado em Berlim com a editora Decurio.

Alunos de Ponte de Lima cantam as Janeiras no Ministério da Educação

Cerca de 40 alunos do AE António Feijó dedicaram um original ao ministro Tiago Brandão Rodrigues e sua equipa

Cerca de 40 alunos e professores do Agrupamento de Escolas (AE) António Feijó, de Ponte de Lima, estiveram esta quinta-feira no Ministério da Educação (ME) a cantar as janeiras.

Os estudantes dos 7.º, 8.º e 9.º anos, incluindo vários alunos que também frequentam a Academia de Música Fernandes Fão, dedicaram uma canção original ao Ministro da Educação e sua equipa. “Obrigado ao Senhor Ministro e a toda a sua elite”, diz a canção, na qual os alunos limianos, que vieram “em romaria ao Ministério da Educação”, se apresentam como sendo de uma vila que é “obra-prima, de beleza sem igual”.

Acompanhado pelos Secretários de Estado da Educação, João Costa e Susana Amador, e pelo Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, o ministro Tiago Brandão Rodrigues agradeceu a dedicatória alto-minhota, destacou o projeto pedagógico daquele Agrupamento, sublinhando o ensino articulado e a ligação à Academia Fernandes Fão. Ao presidente da autarquia de Ponte de Lima, o governante agradeceu o empenho em ter trazido este grupo “de verdadeiros cantores” até Lisboa.

O Ministro da Educação foi ainda surpreendido, uma vez que dois dos docentes presentes haviam sido seus professores no 7.º ano de escolaridade, em Paredes de Coura, onde estudou: “Que bom revê-los! E muito obrigado por estas estrofes tão especiais que hoje nos trazem”, referiu.

O átrio do edifício sede do Ministério da Educação, onde se juntaram governantes, dirigentes e trabalhadores dos serviços, encheu-se para ver e ouvir as canções da época, interpretadas pelos alunos de Ponte de Lima que, de seguida, almoçaram na cantina do Ministério, acompanhados pelo Ministro da Educação.
Esta quinta-feira cumpriu-se a tradição de vários anos, com a presença de alunos no Ministério da Educação a cantar as janeiras. Em 2016, o Ministro Tiago Brandão Rodrigues recebeu alunos e professores do AE de Condeixa-a-Nova, em 2017 do AE de Algueirão – Sintra, em 2018 a Academia de Amadores de Música de Lisboa, em 2019 o Grupo Pintar e Cantar dos Reis de Alenquer e, em 2020, os alunos do AE António Feijó, de Ponte de Lima.

 

Audições AMFF

Decorreram nos diferentes espaços e polos da Academia de Música Fernandes Fão as audições públicas das diferentes classes. Os municípios de Vila Nova de Cerveira, Ponte de Lima e Caminha assistiram a momentos de apreciação do trabalho realizado pelos alunos e pelos seus professores, numa manifesta valorização cultural do território e do país.

Brevemente, a Academia de Música Fernandes Fão oferecerá também às comunidades os tradicionais concertos de Natal, com programa próprio, pensado na quadra que aproxima as populações e valoriza a condição humana.

Masterclasse de Oboé AMFF | Professora Sofia Brito

Decorreu, no dia 9 de novembro, na Academia de Música Fernandes Fão (AMFF), pólo de Ponte de Lima,  a Masterclasse de Oboé com orientação da professora Sofia Brito.

Sob o acompanhamento do grupo disciplinar de Oboé, do Departamento de Sopros da AMFF, este momento de aprendizagem resultou num incremento de domínio de técnicas do instrumento, a par da partilha de saberes e do contacto entre diferentes graus, numa construção formativa que valoriza a oportunidade criada pela AMFF.                O dia terminou com um recital de Oboé e Piano. Foram interpretadas obras de A. Dvorak, B. Smetana, O. da Silva, E. Carrapatoso, S. Mavrogenidou, assim como a estreia absoluta da “Sonatina” para Corno Inglês e Piano de Nelson Jesus. Foi sublime a execução e a música que se apreciou, reconhecendo-se a qualidade do  Duo Reencontros como referência superior na área da música.